Jabuti Bumbá

Jabuti Bumbá
na posse da Dilma Rousseff em Brasilia

domingo, 13 de fevereiro de 2011

ARENA BRASIL TENDA NORTE 01/01/2011



                                                              CHEGADA EM BRASÍLIA




                                                      
                                                        MASCOTE DO JABUTI BUMBÁ
                                             COM NOSSA SENHORA DA SERINGUEIRA
                                                                           (GABRIEL)


                                              

                                              PREPARANDO PARA APRESENTAÇÃO












                                            LIA DE TAMARACÁ E MAMBEBRINCANTES






                                                                          CARUMBÉ

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O Jabuti Bumbá Acre/Brasil



Carumbé Marupiara
“O Jabuti- Bumbá “
 
Filho das matas virgem,,, força do interior, energia que expande resistência do amor,  lutando pela beleza da força superior!...

Nascido em meio a um encontro popular, e tendo como referencia o bumba boi do Maranhão, vem com toda essa vivencia de Mito sagrado. O jabuti bumba se apresenta como critica a devastação da floresta, e como apanhado das manifestações culturais brasileiras e amazônicas, como a  cultura tradicional da Ayahuasca

 O Jabuti Bumba é uma iniciativa inovadora de natureza folclórica que conta as historias e lendas do povo acreano. Tendo como proposta de trabalho, e ao mesmo tempo despertar a consciência ecológica do público que assiste ao espetáculo.

        O  Jabuti Bumbá , faz a louvação a Nossa Senhora da Seringueira e  aos Mestres da cultura popular e lideres ambientalistas como: Helio Melo, Matias, Chico Mendes, Padre José , Padre Peregrino,  ao Mestre do Santo Daime Raimundo Irineu Serra e as irmãs reparadoras,.

     Símbolo de resistência por ter um casco grosso e viver em media 80 anos, o jabuti tem como inimigo declarado os destruidores da floresta. Por sua lentidão em se locomover, é uma das maiores vítimas das queimadas.
                       
    As coreografias e as músicas do Jabuti-Bumbá  Tem muita influência dos bailados e das  recreações do Mestre Irineu e padrinho Grangeiro  Mas esse novo trabalho foi todo recebido como premio de merecimento depois de ter Resistido tanto tempo na batalha devagar e sempre, que Jabuti não para.
       
       Os brincantes vestidos de chitas, fitas coloridas e enfeites com sementes da região, dançam em ritmos de maracás, tambores, sanfona, violão, Zabumba  e instrumentos de percussão construído com ouriços, cabaças, bambu, sementes e outras produtos naturais não madeireiros. A frente puxando o cortejo, vem o estandarte de Nossa Senhora da Seringueira que é a padroeira da brincadeira, e é uma homenagem Para o
 Grupo Composto com os padres José e Peregrino, e as  irmãs Reparadoras que ajudaram na formação religiosa do povo Acreano.

 O Jabuti Bumbá busca chamar a atenção para a preservação da biodiversidade e do meio Ambiente, através de suas cantigas e danças.
O espetáculo com estilo de rua e brincadeiras que busca valorizar a cultura popular.
         A idéia da criação do Jabuti- bumbá, surgiu em fevereiro de 2005, durante um encontro de culturas populares em Brasília.
Hoje o Jabuti-Bumbá tem 5 anos mas foi fundado por pessoas do grupo saci que já atua dentro da área de teatro de rua desde 1979. O grupo foi responsável pela criação da FETAC( federação de teatro do acre).
E Batizou  O Jabuti Bumbá no dia 17 de novembro de 2005 em rio branco Acre na Escola Maria Angélica de Castro.            

   O Grupo já se apresentou em diversos encontros populares, como:
 No 66ª Feira de Trocas de olhos D’água, Alexania-Go, Encontro Regional
 a Cultura Popular no Imaginário Amazônico em porto velho - Ro, Encontro Latino de Bonequeiros, Brincantes e Pensantes em águas Lindas-Go, I Encontro Sul- Americano das culturas populares e II Seminário Nacional de Políticas Públicas para as Culturas Populares em Brasília-Df, XXXI Encontro de Folguedos do Piauí, SESI Bonecos do Brasil-AC, Teve participação na Minissérie de Glória Perez “De Galvez a Chico Mendes”em 2007, apresentação no SESI Bonecos realizado na Arena da Floresta em 2007, no Show da Hora no mercado velho em 2008, no arraial Cultural em 2008 á 2010,  no Projeto Cultura no Mercado em 2009, Arte e Educação no teatrão em 2010, Panamazônia em 2010 no horto florestal, Na escola Campos Pereira em 2010, Apresentação na feira Folclórica na Escola João Eduardo em 2010, apresentação na feira cultural da  escola o Cruzeirinho no município de Capixaba em 2010, Apresentação na Biblioteca Publica em 2010, Apresentação do auto de natal do Jabuti Bumbá no Teatrão em 2010, Apresentação na posse da Presidente Dilma Roussef em 2011, outros...
      
  Os Ensaios acontecem na  Associação Cultural Império do beija flor que fica situada na rua do coco, Nº 115,  Bairro Mocinha Magalhães, Rio Branco-Ac, local onde recebe gente de todo canto por ser uma floresta preservada quase no centro da cidade e chama muita atenção por suas diversidades ambiental e cultural e desenvolve trabalho com crianças em situação de risco. Trabalhando com crianças de baixa renda da comunidade local com cursos das danças folclóricas, pintura e confecção de bonecos e adereços e ensinando a respeitar e preservar ao meio ambiente.